Wednesday, July 25, 2007

CAMPUSEROS CONTRA A CENSURA NA REDE: NÃO AO DRM!



As várias comunidades de internautas estão cada vez mais percebendo que é necessário defender a liberdade no ciberespaço. Nunca foi tão fácil compartilhar cultura e conhecimento. Ao mesmo tempo, nunca se tentou tanto aprisionar e submeter a criatividade humana a interesses comerciais de velhos oligopólios. O DRM (Digital Rights Management) é uma dessas tecnologias que pretende subordinar todos os demais direitos a defesa de uma concepção fundamentalista de propriedade sobre as idéias. O DRM é um conjunto de tecnologias que pretende impedir as cópias de arquivos digitais. Também integram o DRM, dispositivos que asseguram a intrusão nos computadores pessoais, realizadas a pedido de empresas de entretenimento. Quem usa windows, por exemplo, está submetido a mecanismos de rastreamento de seu computador.
Andando pelo Campus Party encontrei esta faixa de protesto.
Sem dúvida, cresce a idéia de que precisamos defender a liberdade na rede.

1 comment:

Luiz Hirsig (MD5) said...

Claro que não estou de acordo no controle de cópia e proibição de qualquer coisa. Mas também temos que lutar na rede contra a desinformação e distorção de fatos.

Um dos pontos que gostaria de ressaltar é a censura contra usuários de software livre e até em ambientes considerados partidários da comunidade.

Um exemplo que posso citar aqui é o do Fórum Guia do Hardware do qual é responsável uma pessoa considerada ícone do software livre do Brasil o Sr Carlos Morimoto adaptador da distribuição knoppix para funcionalidades de usuários de brasil (como o suporte de winmodens) e sua distro Kurumin Linux.

O fato que no fórum do qual o Sr Morimoto é responsável existem administradores que censuram qualquer usuário de software livre que ousar se dirigir ao software fechado (caso do Microsoft Windows) com algum tipo de critica sobre liberdade ou funcionalidades das aplicações.

Isto que estou escrevendo para o Sr e visitantes do blog não se trata de um desabafo de adolescente que foi banido ou suspenso de fórum, é uma verificação da qual sou testemunha a vários anos (uns quatro) de visitas nesse fórum.

É claro que este é só um exemplo, mas importante de levar em consideração, porque se não somos respeitamos ou somos censurados em fórum que na teoria deveria ter um pouquinho mais de consideração com partidários do software livre, então onde vamos falar?

Não acho que porque o Sr Carlos Morimoto seja criador da distribuição Linux Kurumin, venda CDs e livros sobre esse produto Linux deva permitir que no fórum do qual ele é dono responsável qualquer partidário do software livre pode escrever injurias, calunias de um outro sistema pelo simples fato de não gostar do código fechado ou de algumas fragilidades por todos conhecidas, mas ter uma turma de (comparsas da M$) como administradores dentro de um fórum que na teoria deveria dar privilegio aos usuários de software livre (ou no mínimo se justo é imparcial) na pratica é completamente diferente.

Um exemplo está neste post do dia de ontem: http://www.guiadohardware.net/comunidade/estudante-perdeu/693647/4.html onde um usuário defendia os consumidores contra a venda de produtos limitados como Windows Vista Starter, enquanto um outro usuário defendia ascirradamente os interesses do monopólio da empresa Microsoft.

No final a história não foi outra do que a mais comum nesse domínio web, o usuário suspenso no foi outro do que aquele que defendia os interesses dos consumidores e software livre.

Deveria existir uma instituição de internet que controlasse esse tipo de atitude onde alguém abre um domínio para pessoas opinarem, mas que através da censura e interesses de alguns só é permitido aquilo que eles querem que seja visto e mais nada.

Censura existe na internet de vários tipos. É claro que num ambiente de opiniões não podem existir sobressaltos ao ponto de insultos ou coisa parecida, mas tem fatos como o citado acima que tem que terminar na web brasileira.

Não pode ser que alguém fale que Bill Gates tem o nó da gravata errado e ser suspenso de um fórum e muito menos dos quais se espera mais compressão pelo fato do viverem de cursos, livros e CDs vendidos a uma parte da comunidade.

Isto pode parecer bobagem, mas os fóruns são um importante meio de comunicação com os internautas e se visitamos fóruns com cinco mil usuários onde se mente para eles que vão ter beneficio com software fechado e não puder falar e for censurado com a tecla del, vai ser mais difícil a adoção por grande parte dos usuários. Temos outro extremo no fórum do Babbo (para quem não sabe) Babbo é um fervoroso defensor da empresa Microsoft Windows. Nesse ambiente até que é esperado uma atitude de rechaço para defensores do SL & Linux, mas em aqueles que tem sala mista ou puramente de Software Livre o mínimo que se espera é imparcialidade de informação.

Desculpem o desabafo e o extenso do texto, mas estou realmente indignado com as distorções e censuras de alguns fóruns e sites da web. Eu defendo a criação de uma instituição de internet para defender o direito de opinião do cidadão (quando comprovada a veracidade da suas afirmações)

Basta a censura na web !
Liberdade e verdade sem ma$cara$.. []s