Monday, February 18, 2008

DOIS CAMPUSEROS INVENTARAM UMA NOVA INTERFACE EM 4 DIAS ...


Felipe, 17 anos, morador de Porto Alegre, estava na bancada da comunidade de desenvolvimento do Campus Party. Jean, inscrito na comunidade de modding, quando circulava pelo evento, observou as tentativas de Jean em produzir algo diferente. Então, se apresentou e deu uma série de sugestões a Felipe. O jovem começou a programar em cima das considerações de Jean. Felipe criou e apresentou uma nova forma de se relacionar com o computador sem mouse e teclado. Sensacional. Gastou R$ soemnte 10,00 para comprar alguns componentes.

Primeira evidência, o Campus Party é um pólo de encontro presencial de pessoas altamente criativas. Isto gera uma sinergia que denomino efeito "Vale do Silício", local na Califórnia responsável por mais de 80% das invenções das tecnologias da informação.

Segunda evidência, quando a circulação de conhecimento é livre a criatividade prolifera. Os maiores inventos da sociedade da informação não foram feitos dentro de ambientes fechados sobre o controle dos gerentes de patentes das megacorporações. Obviamente as inovações incrementais tem milhões de dólares nelas aplicadas, mas a genialidade brota de ambientes em que a liberdade e o compartilhamento do conhecimento imperam.

Parabéns, Felipe e Jean.

2 comments:

Guilherme Maranhão said...

Essa sua descrição vai além do ambiente voltado para a tecnologia. Não é a toa que alguns artistas optam pelo ateliê coletivo. Não é a toa que as pessoas se juntam em grupos de estudo, para ver idéias andarem adiante.
Foi um grande frustação só me informar melhor sobre as atividades desse evento dias depois dele ter terminado, fiquei na vontade de dividir minhas experiências construindo câmaras digitais artesanais com sucata de scanners.

::: Zêr ::: said...

Conheço o Jean desde o Campus Party 2007 em Valencia, Espanha e posso dizer que ele será um dos grandes nomes da área de TI. Parabens pela iniciativa que tiveram em convida-lo para ser um dos palestrantes do CP Brasil.
Os frutos já estão sendo colhidos.

Zêr - Arnaldo