Wednesday, April 09, 2008

PIADA: MICRO$OFT DIZ QUE É OPEN SOURCE... SERÁ QUE O BALLMER MUDOU DE IDÉIA???


Ontem recebi um e-mail. Li e achei que era uma "pegadinha" do João Cassino ou o Mário Teza contando uma piada. Mas não era. O e-mail dizia o seguinte:

"No próximo dia 11 de abril, a Microsoft realizará em sua cidade um workshop sobre Open Source e Interoperabilidade. Confira a agenda abaixo e aproveite, pois hoje é o último dia para inscrições.
Microsoft : Open Source e Interoperabilidade
(...)"

O monopólio mundial de software para desktop está sentindo a necessidade de aderir ao código aberto. É óbvio que a micro$oft não realiza interoperabilidade nem entre os seus próprios produtos. Mas o fato novo é que depois de Gates, Ballmer e outros executivos do monopólio combaterem o open source, afirmarem que o software livre tinha os seus dias contados, depois de muitos FUDs, agora são obrigados a dizer que aderiram. É claro que não é verdade. Antes de começarem a prestar suporte para a família BSD, a micro$oft irá tentar dizer que open source é dar acesso ao código para que suas empresas dependentes desenvolvam aplicações (o que sempre existiu e não é open source, nem aqui nem na China). Ah! A última... Agora a microsoft tem até "evangelizador". Imagine eles tentando imitar o pessoal da Apple, da SUN e, principalmente, tentando se assemelhar às comunidades de software livre...

6 comments:

Wille said...

concordo contigo, Sérgio. ainda não vi política open source da micro$oft, vejo só algumas tentativas de enganar os desavisados.
ultimamente ela vem se apropriando indevidamente do termo "installfest" para realizar mais uma vez a velha estratégia do traficante, "presenteando" estudantes com versões limitadas de seus softwares. veja os links: http://manoelguimaraes.com.br/img/tec_installfest.jpg

http://leonardo-pires.spaces.live.com/blog/cns!AFD328FBF3EC7827!200.entry

Wille said...

links formatados:
http://manoelguimaraes.com.br/img/tec_installfest.jpg

e http://leonardo-pires.spaces.live.com/blog/cns!AFD328FBF3EC7827!200.entry

Anonymous said...

E olha o detergente biográfico deles - Cesar Brod e Silvio Palmieri: http://porta25.technetbrasil.com.br/porta25/Default.aspx?tabid=53&EntryID=360

Até o coitado do Hélio Castro caiu de balão nessa roubada e se deu bem (não bate nem apanha)

Já o Silvio descendo o cacete na comunidade é lindo !!! Quero realmente encontrar esse babaca no FISL... Que escuta até pensa que esse cara é "O DESENVOLVEDOR" da comunidade no Brasil.

Cuidado com o podcast, ele me deu azia...

PS. Tô anônimo prá poder pegar os dois "NO PULO" no FISL... hehe

Anonymous said...

Lobo em pele de cordeiro. Agora só
falta o nariz do Ballmer crescer um
pouquinho, aí ele fica bonitinho.
Quem precisa que a Microsoft abram
os códigos de seus softwares?
Na minha opinião ninguem. Quem fica
abrindo lixo pra ver o que tem lá
dentro?
Eric
ericunix arroba gmail ponto com

Baboo said...

Estratégia de traficante é dar um produto gratuito e depois cobrar pelo suporte dele = Linux ;)

BTW aqui tem infos muito úteis para vcs saírem da pré-história em relação ao que a Microsoft oferece para vcs: http://www.meiobit.com/artigo/coisas_que_quase_ningu_m_sabe_sobre_microsoft

[]s

Anonymous said...

Que pena Sergio, que mesmo com toda a sua erudição você ainda não conheça bem a história da computação e nem sua terminologia.

Não se fala evangelizador, porque não estamos falando no exercício, e nem na profissão, da religião; falamos sim em evangelistas. Que são aqueles quem levam as boas novas da tecnologia, como você também (e tão bem) o faz em suas palestras, artigos e aulas.

E sim, neste ponto você até acerta quando cita a Apple, pois foi Guy Kawasaki quem cunhou este termo nos início dos anos 80, para o fomento do desenvolvimento do ecosistema de hardware e softwares para o Mac.