Tuesday, August 05, 2008

AZEREDO NÃO RESPONDE COMO SERÁ POSSÍVEL REDES ABERTAS COM EXIGÊNCIA DE CONTROLE DE LOGS.


O artigo 22 do projeto do Senador Azeredo além de criar custos para todos os provedores de acesso, inclusive os de escolas e faculdades, poderá inviabilizar as redes digitais abertas.

Redes em que o cidadão pode se conectar a partir do protocolo DHCP estarão em risco porque permite a navegação livre e anônima.

Enquanto, vários municípios que abriram o seu sinal wireless e que permitem o acesso livre em praças estão em perigo.

O Senador Azeredo e seus assessores NÃO EXPLICAM COMO A REGULAMENTAÇÃO DA LEI SERÁ FEITA?

Também NÃO RESPONDEM COMO SERÁ POSSÍVEL EXISTIR REDES ABERTAS COM A EXIGÊNCIA DE GUARDA DE TODOS OS LOGS REALIZADOS?

Um log que não permita saber quem estava usando um determinado endereço IP em um dado momento NÃO SERVE PARA NADA. Por isso, para a Lei aprovada ter eficácia ela exigirá o fim da comunicação sem identificação.

AZEREDO SABE DISSO. ESCONDE A REALIDADE: com a aprovação do ARTIGO 22 terá conseguido inviabilizar não somente as redes abertas wireless, mas também o uso do protocolo DHCP.

NOVO NEGÓCIO: AUDITORIA DE PROVEDORES

Além disso, o artigo 22 cria mais um custo para quem dá acesso à Internet. No parágrafo primeiro do artigo, Azeredo escreveu que os provedores deverão SE SUBMETER A AUDITORIAS. Quem definirá a frequência e o que as auditorias exigirão será UM REGULAMENTO. Quem fará este regulamento? Provavelmente a Polícia Federal. O que nele estará escrito? Como serão os detalhes de armazenamento dos logs.

Como a Polícia Federal mal consegue prender os corruptos que assaltam os cofres públicos e os narcotraficantes, ela repassará a atividade de auditoria para o setor privado.
Quanto custará esta auditoria para uma Faculdade que dá acesso à Internet aos seus alunos?
Quanto custará para a Prefeitura que abriu o sinal wireless na sua cidade?
Quanto custará para um cibercafé e para uma Lan House?
Quanto custará para um telecentro?

AZEREDO CRIARÁ UM NOVO CUSTO BRASIL: O SOBRE CUSTO DE COMUNICAÇÃO DIGITAL.

6 comments:

Anonymous said...

Sabia que esse Azeredo não dá ponto sem nó...

Anonymous said...

É claro que o Brasil não está preparado para a estrutura que o Senador Azeredo quer montar. Ele parece não ter nenhuma noção do assunto sobre o qual faz interferência. É incapaz e hostil, sem saber discernir Leis. Mais um homem sem escrúpulos nem mentalidade. Alguém que não merece o mínimo respeito ao tratar de modo tão desprezível a comunicação entre nós seres humanos, impondo regras sem o menor cabimento e apoiando-se covardemente apenas na pouca educação e consciência de um povo carente do cumprimento de seus direitos primários e básico. Parabéns pelo manifesto, Sergio Amadeu, muito boa sorte e saiba que estou encaminhando para assinatura a abaixo assinado a todos que conheço. Isso terá um final feliz. Abraços.

Rodrigo Ramos de Oliveira said...

Sergio Amadeu
Sou um seguidor e admirador do seu trabalho faz tempo, lia muitos artigos seus sobre inclusão digital e software livre.
Sou estudante do quinto periodo de 'Analise e Desenvolvimento de Sistemas' e usuário de software livre há 3 anos.
É um orgulho ter uma figura como você do nosso lado, defendendo nossas causas, isso dá para nós simples mortais, força para levantar a cabeça e lutar.
Saiba que você tem milhares de seguidores fiéis por esse país a fora, que como eu, faz sua parte mesmo que pequena, mas que juntando ao resto, mostramos que somos fortes e defendemos nossa ideologia.
Estamos sempre aqui para o que der e vier.
Que a força do Pinguim esteja com você!

Rodrigo Ramos de Oliveira
liberdadeaopc.blogspot.com

Pedro HBr said...

SETOR PRIVADO = SCOPUS = BRADESCO = AZEREDO...

ultra-conveniente...

Anonymous said...

Custo alto, cerceamento de informações, este é o nosso legado vindo dos nossos politicos.

Daniel said...

Na alemanha já deu confusão a quebra da privacidade na internet:
http://br.reuters.com/article/internetNews/idBRB59462920080819